| Login | Crie o seu Jornal Online FREE!

Ecoturismo Mercosul
Desde: 07/07/2003      Publicadas: 46      Atualização: 08/03/2005

Capa |  Ecoturismo  |  Notas do Turismo  |  Turismo Místico


 Turismo Místico

  29/07/2003
  0 comentário(s)


Hino Sagrado Mby'á Guarani da Criação - 2

O Fundamento da Linguagem Humana




Capítulo II

AYVU RAPYTA
O Fundamento da Linguagem Humana


1. O verdadeiro Pai Nhamandu, o Primeiro,
de uma pequena porção de sua própria divindade,
da sabedoria contida em sua própria divindade,
e em virtude de sua sabedoria criadora
fez que se gerassem chamas e fina neblina.

2. Havendo-se erguido
da sabedoria contida em sua própria divindade,
e em virtude de sua sabedoria criadora,
concebeu a origem da linguagem humana.
Da sabedoria contida em sua própria divindade,
e em virtude de sua sabedoria criadora
criou nosso Pai o fundamento da linguagem humana
e fez que formasse parte de sua própria divindade.
Antes de existir a terra,
no meio das trevas primordiais,
antes de ter-se conhecimento das coisas,
criou aquilo que seria o fundamento da linguagem humana
e fez o verdadeiro Primeiro Pai Nhamandu
que formasse parte de sua própria divindade.

3. Havendo concebido a origem da futura linguagem humana,
da sabedoria contida em sua própria divindade,
e em virtude de sua sabedoria criadora,
concebeu o fundamento do amor.
Antes de existir a terra,
no meio das trevas primordiais,
antes de ter-se conhecimento das coisas,
e em virtude de sua sabedoria criadora,
concebeu a origem do amor.
4. Havendo criado o fundamento da linguagem humana,
havendo criado uma pequena porção de amor,
da sabedoria contida em sua própria divindade,
e em virtude de sua sabedoria criadora
a origem de um só hino sagrado o criou em sua solidão
Antes de existir a terra,
no meio das trevas originais,
antes de conhecer-se as coisas,
criou em sua solidão a origem de um hino sagrado.

5. Havendo criado, em sua solidão, o fundamento da linguagem humana;
havendo criado, em sua solidão, uma pequena porção do amor;
havendo criado, em sua solidão, um curto hino sagrado,
refletiu profundamente
Sobre a quem fazer partícipe do fundamento da linguagem humana;
Sobre a quem fazer partícipe do pequeno amor;
Sobre a quem fazer partícipe das séries de palavras que compunham
O hino sagrado.

Tendo refletido profundamente,
da sabedoria contida em sua própria divindade,
e em virtude de sua sabedoria criadora
criou aqueles que seriam companheiros de sua divindade.

6. Havendo refletido profundamente,
da sabedoria contida em sua própria divindade,
e em virtude de sua sabedoria criadora,
criou o Nhamandú de coração grande.
O criou simultaneamente com o reflexo de sua sabedoria.
Antes de existir a terra,
No meio das trevas originais,
criou o Nhamandú de coração grande.
Para pai de seus futuros numerosos filhos
Criou o Nhamandú de coração grande.

7. Em seguida
da sabedoria contida em sua própria divindade,
e em virtude de sua sabedoria criadora
ao verdadeiro Pai dos futuros Karaí,
ao verdadeiro Pai dos futuros Jakairá,
ao verdadeiro Pai dos futuros Tupã
lhes infundiu consciência da divindidade.
Para verdadeiros pais de seus futuros numerosos filhos,
Para verdadeiros pais das palavras-almas de seus futuros numerosos filhos
Lhes infundiu a consciência da divindade.

8. Em seguida,
o verdadeiro Pai Nhamandú
Para situar-se defronte a seu coração
fez conhecedora da divindade à futura Mãe dos Nhamandú ;
Karaí Ru Etê
Fez conhecedora da divindade
A quem se situaria defronte a seu coração,
À futura verdadeira Mãe dos Karaí.
Jakairá Ru Etê, na mesma maneira,
à que se situaria defronte a seu coração,
fez conhecedora da divindade
à verdadeira futura Mãe dos Tupã.

9. Por haver eles assimilado
a sabedoria divina de seu próprio Primeiro Pai;
depois de haver assimilado a linguagem humana;
depois de haver-se inspirado no amor ao próximo;
depois de haver-se assimilado as séries de palavras do hino sagrado;
depois de haver-se inspirado nos fundamentos da sabedoria criadora,
e eles também chamamos:
excelsos verdadeiros pais das palavras-almas;
excelsas verdadeiras mães das palavras-almas.






  Mais notícias da seção PITI no caderno Turismo Místico
19/07/2004 - PITI - Indios Guaranis celebram Solstício nas Cataratas
Guaranis vão rezar pela Paz mundial ...
29/07/2003 - PITI - Hino Sagrado Mby'á Guarani da Criação - 3
YVY TENONDE - A Primeira Terra ...
29/07/2003 - PITI - Hino Sagrado Mby'á Guarani da Criação
Os primitivos costumes do colibri - Part Um ...
23/07/2003 - PITI - Monges meditam nas Cataratas do Iguaçu
É a revalidação das Cataratas do Iguaçu como um luigar sagrado...



Capa |  Ecoturismo  |  Notas do Turismo  |  Turismo Místico
Busca em

  
46 Notícias